Gratificação a diretores de escolas é contraditória a déficit alegado por Amazonino

Amazonino diz que ainda não tem o governo na mão após 30 dias como governador (Foto: ATUAL)

Amazonino disse que ainda não tem o governo na mão após 30 dias como governador, mas anunciou gratificação a diretores de escolas (Foto: ATUAL)

MANAUS – O anúncio do pagamento de gratificação maior para diretores de escolas, que são cargos de confiança, feito pelo governador Amazonino Mendes (PDT), soou contraditório às declarações do próprio  governador de que o Governo do Amazonas está em dificuldades financeiras, com déficits nas secretarias e que haverá cortes no orçamento para 2018. O deputado estadual José Ricardo (PT) disse que, caso a gratificação seja mesmo paga, significará o privilégio aos gestores, que são cargos políticos, em detrimento de servidores concursados ou que podem não ter aumento salarial na data base.

Seja o primeiro a comentar on "Gratificação a diretores de escolas é contraditória a déficit alegado por Amazonino"

Deixe um comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado.