Favorito a lista tríplice, presidente do MPE não obteve votos no TJAM

O procurador-geral de Justiça, Fábio Monteiro, tem mostrado eficiência quando se trata de elevar os benefícios dos membros do MP-AM (Foto: Raimundo Valentim/TJAM)

O procurador-geral de Justiça, Fábio Monteiro, era favorito, mas não entrou na lista tríplice (Foto: Raimundo Valentim/TJAM)

MANAUS – Candidato mais votado pelos procuradores e promotores de Justiça entre os seis escolhidos para disputar uma vaga de desembargador do TJAM (Tribunal de Justiça do Amazonas), o presidente do MP-AM (Ministério Público do Amazonas), Carlos Fábio Braga Monteiro não obteve nenhum voto dos 21 desembargadores do tribunal, na manhã desta terça-feira, 7. Na eleição no MP, ele recebeu 28. Hamilton Saraiva dos Santos, que obteve 20 votos dos desembargadores, foi o segundo mais votado pelo MP (26).

Surpresa

Fábio Monteiro se disse surpreso com o resultado no TJAM. “Não posso negar, é claro, a surpresa pelo fato de que foi estimulado por diversos desembargadores a colocar meu nome na disputa, inclusive pelo presidente da Corte. Mas é legítimo, todos os nomes são extremamente valorosos, tenho uma relação muito tranquila com todos os desembargadores, é um direito, é um exercício democrático. Os desembargadores entenderam que os três que foram escolhidos tem melhor perfil para atuar no tribunal. É legítimo”, declarou.

Seja o primeiro a comentar on "Favorito a lista tríplice, presidente do MPE não obteve votos no TJAM"

Deixe um comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado.