Falando a empresários da indústria, Rodrigo Maia diz que ZFM é compensatória

Rodrigo Maia fez discurso a favor dos incentivos fiscais de Manaus para empresários da indústria (Foto: ATUAL)

Rodrigo Maia fez discurso a favor dos incentivos fiscais de Manaus para empresários da indústria (Foto: ATUAL)

Da Redação

MANAUS – Em Manaus para cumprir agenda política, na manhã dessa sexta-feira, 11, o presidente da Câmara dos Deputados e pré-candidato à Presidência da República, Rodrigo Maia (DEM-RJ), afirmou que o sistema de incentivos fiscais do PIM (Polo Industrial de Manaus) é compensatório. “O governo dá o incentivo, mas na outra ponta preserva o meio ambiente e gera empregos na região”, disse Maia, em discurso favorável ao sistema. “Devemos investir para modernizar e ampliar o modelo”, disse o deputado, em encontro com empresários da indústria na sede da Fieam (Federação das Indústrias do Estado do Amazonas).

Maia defendeu a integração da economia amazonense com o Centro-Oeste, Sul e Sudeste, mas reconheceu que a logística é um entrave. Ele defendeu o asfaltamento da rodovia BR-319, mas afirmou que a viabilidade da rodovia deve se reverter em investimentos na região. “A gente precisa fazer concessões que fato gerem investimentos. Muitas vezes, as concessões têm gerado apenas pedágio. É importante que a gente organize a 319 para que tenhamos integração com o resto do Brasil e a logística da produção seja mais barato e mais rápido”, disse.

O discurso de Maia foi bem recebido pelo presidente da CDL-Manaus (Câmara dos Dirigentes Lojistas de Manaus), Ralph Assayag. O empresário disse que o setor do comércio vai ouvir todos os candidatos à Presidência para definir uma pauta de reivindicações. “Hoje, a burocracia é um dos maiores problemas do País. A burocracia fecha lojas, tinha emprego, detona os jovens que querem montar seu novo negócio. Se conseguirmos tirar 20% dessa burocracia, com certeza teríamos mais empregos e investimentos”, disse.

Wilson Périco, presidente do Cieam (Centro da Indústria do Estado do Amazonas), afirmou que Maia e os demais pré-candidatos à Presidência devem se comprometer com as necessidades regionais. “O que nós temos que buscar deles é a obrigatoriedade de cumprir os compromissos assumidos”, disse.

Maia estava acompanhado do senador Omar Aziz (PSD) e dos deputados federais Alfredo Nascimento (PR) e Pauderney Avelino (DEM).

(Colaborou Patrick Motta)

Seja o primeiro a comentar on "Falando a empresários da indústria, Rodrigo Maia diz que ZFM é compensatória"

Deixe um comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado.