Fake news contra David Almeida serão levadas à investigação na Polícia Federal

A defesa da coligação Renova Amazonas está tomando medidas judiciais contra atos caluniosos de ataques ao candidato (Foto: Dhyeizo Lemos)

Da Redação

MANAUS – O corpo jurídico da coligação Renova Amazonas levará, nesta quinta-feira, 30, ao conhecimento da Polícia Federal, ao delegado responsável pelo combate a crimes eleitorais e ao Ministério Público Eleitoral, uma expressiva quantidade de conteúdos falsos contra o candidato a governador David Almeida (PSB).

De acordo com informações da coligação, adversários políticos ainda não identificados iniciaram, nos dois últimos dias, uma onda de ataques contra o candidato ao governo do Estado pelo PSB, que ele considera fake news (notícia a falsas).

O volume de conteúdos falsos direcionados para canais fora da capital e, principalmente, por meio de Whatsapp, através de números telefônicos internacionais, começou a crescer na semana em que David abre a agenda de visitas aos municípios do interior do Estado fora da Região Metropolitana de Manaus.

Segundo o advogado Alexis Kotsifas, a defesa da coligação Renova Amazonas está tomando todas as medidas judiciais contra os atos caluniosos de ataques ao candidato David Almeida.

“Já foram protocoladas inúmeras ações que resultaram na retirada de textos, imagens e vídeos de fake news pela Justiça Eleitoral com esse teor. Ainda estamos providenciando a entrega desse material para a Polícia Federal e para o Ministério Público Eleitoral para identificar os autores e, consequentemente, acioná-los judicialmente por crime eleitoral”, afirmou.

A defesa da coligação suspeita de que as ações na internet contra David Almeida estão sendo orquestradas por grupos criminosos, não apenas por meio de robôs, mas também por pessoas que compraram linhas telefônicas de países como os Estados Unidos  para operar a produção de conteúdos falsos, com intuito de denegrir a imagem do candidato ao governo do Amazonas pelo PSB.

De acordo com os advogados da coligação Renova Amazonas, moradores do município de Tefé (a 522 quilômetros de Manaus), por exemplo, relataram que, nos últimos dias, receberam muitas mensagens via WhatsApp de uma conta empresarial com código de área internacional. Na mensagem, o robô divulgava um resumo de conteúdo falso contra o David, inclusive contendo um link que direciona para uma página do Facebook Blog do Analista.

Nessas semanas o juiz eleitoral auxiliar Victor Andre Liuzzi determinou que o aplicativo de mensagens instantâneas WhatsApp remova uma foto montagem em que o ex-governador José Melo aparece como candidato a vice ao lado de David Almeida, sob pena de multa de R$ 10 mil por dia, caso a decisão judicial não seja cumprida.

Seja o primeiro a comentar on "Fake news contra David Almeida serão levadas à investigação na Polícia Federal"

Deixe um comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado.