Estômago `derruba` jogadoras e Iranduba perde em São Paulo

Iranduba (de verde) sofreu revés em São Paulo e precisa vencer jogo de volta em Manaus (Foto: Léo Roveroni/Assessiva Comunicação)

Iranduba (de verde) sofreu revés em São Paulo e precisa vencer jogo de volta em Manaus (Foto: Léo Roveroni/Assessiva Comunicação)

Da Redação

MANAUS – Com a derrota por 1 a 0 para o Rio Preto (SP), na tarde desta quarta-feira, 12, em São José do Rio Preto (SP), o Iranduba precisa vencer o jogo de volta pelas quartas de final do Campeonato Brasileiro Feminino de Futebol, na próxima semana. Carol marcou o gol da vitória do time paulista. Seis jogadoras da equipe amazonense passaram mal com uma indisposição estomacal às vésperas da partida.

“É muito difícil jogar em São José do Rio Preto. Clima, campo e as baixas que tivemos com várias atletas que passaram mal antes e após o jogo também. Mas a equipe nunca desistiu de buscar o resultado e saímos daqui sabendo que vamos ter que fazer mais por merecer para que a gente consiga a classificação. Temos total condições de reverter o resultado em casa e esperamos muito contar com a força do nosso torcedor”, disse o técnico Adilson Galdino.

O diretor de futebol Lauro Tentardini lamentou o problema extracampo. “Nós encaminhamos ofício para a CBF, para o departamento de competições, inclusive com os laudos médicos das atletas. Soubemos que eles se reuniram com o departamento médico para definir se adiavam ou não o jogo e essa resposta não chegou até a uma e meia da tarde e precisamos ir ao estádio e quando se vai ao estádio você tem que jogar, não têm jeito”.

Outro ponto destacado pelo diretor de futebol é a logística que o clube enfrenta para participar das competições. “A CBF não tem culpa das meninas terem passado mal, agora eu só peço que a logística volte a funcionar da mesma maneira que funcionou em 2017, com voos melhores, pois o Iranduba sempre viaja de madrugada e chega à tarde nos locais de jogo. Foram catorze horas de viagem, porque infelizmente só estamos voando com a gol, sendo que São José do Rio Preto têm aeroporto e também”, disse.

Na próxima quarta-feira, 20, os times voltam a se enfrentar na Arena da Amazônia, às 20h (horário de Manaus). O Iranduba precisa vencer por dois gols de diferença, ou por um gol para levar a partida aos pênaltis. Quem vencer a partida avança à semifinal do Brasileirão feminino.

Seja o primeiro a comentar on "Estômago `derruba` jogadoras e Iranduba perde em São Paulo"

Deixe um comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado.