Em duas semanas, Arthur tenta emplacar terceiro nome para a CMM

Wilker Barreto e Hiram Nicolau são os candidatos de Arthur Neto para presidente e vice-presidente da CMM, respectivamente (Fotos: Tiago Corrêa/CMM)

Wilker Barreto e Hiram Nicolau são os candidatos de Arthur Neto para presidente e vice-presidente da CMM, respectivamente (Fotos: Tiago Corrêa/CMM)

Antigo aliado do ex-prefeito Amazonino Mendes (PDT), o vereador Wilker Barreto (PHS) foi escolhido oficialmente como candidato do prefeito Arthur Virgílio Neto (PSDB) à presidência da Câmara Municipal de Manaus (CMM). Para vice na chapa, o prefeito indicou o vereador Hiram Nicolau (PSD). Esse é o terceiro nome apontado por Arthur para administrar a Casa em duas semanas. Antes, ele tinha ensaiado lançar o atual vice-presidente da Câmara, Sildomar Abtibol (PROS), e depois o próprio Hiram Nicolau, ambos  rejeitados pelos vereadores. Como fez com os outros dois candidatos, Arthur não dialogou com sua base para saber qual a melhor opção para gerir a Câmara. E pior: desta vez, tem mandando recado aos vereadores de que essa escolha não deve ser deles, mas sim do prefeito por se tratar do seu futuro vice. “Precisa ser alguém (o presidente da CMM) que eu confie”, afirmou Arthur, hoje, ao Jornal A Crítica.

Insatisfação

O recado de Arthur e o novo nome escolhido só piorou a situação dele com a base aliada, porque não é assim que os vereadores entendem a eleição para a presidência da Casa. “Acima de tudo terá que ser alguém que nós, vereadores, tenhamos confiança, pois caso contrário teremos mais um biênio de projetos engessados no Parlamento e é Manaus que perde com isso”, declarou um vereador insatisfeito, sinalizando que as investidas do prefeito podem ser frustradas.

Negociata

Outro motivo que tem levado os vereadores a rejeitar o terceiro nome indicado por Arthur é a negociação que Wilker iniciou com o atual presidente da Casa, Bosco Saraiva (PSDB), para manter na CMM a estrutura do futuro deputado estadual. “Os dois têm um acordo homologado pelo próprio Arthur no qual ficam mantidos os atuais funcionários, os mesmos que têm comprometido os trabalhos da Casa e esse tipo de negociata não aceitamos”, afirmou outro parlamentar.

Arrogância

Com todos esses fatores negativos que pesam contra Wilker, o que mais preocupa os vereadores é a falta de trato do candidato a presidente para lidar com seus pares, mesmo sendo líder do prefeito na Casa. Prova disso é que na última semana, ele não conseguiu conduzir a negociação para aprovar em regime de urgência a criação e aumento de impostos do Instituto Municipal de Planejamento Urbano (Implurb). “A arrogância é a principal característica da personalidade dele e por isso nunca foi respeitado como líder”, declarou um colega de Parlamento.

Indo por cima

Ciente da rejeição que possui na Casa, Wilker tem  tentado negociar por cima, sem qualquer diálogo com os colegas. Depois de ter o apoio de Arthur, ele busca uma reunião ainda nesta terça-feira com o governador José Melo (Pros) para ter o voto dos vereadores aliados do governador.  E com a ajuda do vice de sua chapa, Hiram Nicolau, ele vai recorrer também a Omar Aziz (PSD). Nessa batalha, Wilker lembra o personagem da série “24 Horas”, Jack Bauer, que lutava contra o relógio para combater o terrorismo. Mas ao contrário da  ficção, o vereador pode ter esperado muito para se manter vivo.

Pauta polêmica

Os projetos polêmicos que tramitam na Assembleia Legislativa do Amazonas, entre eles o que eleva os preços das taxas do Detran-AM e o que libera o Tribunal de Justiça a usar o dinheiro do Fundo Especial do TJAM para pagar despesas com servidores, serão colocados em votação nesta terça-feira. O clima promete ser quente no plenário e nas comissões nesses últimos dois dias de trabalho no parlamento.

Resultado da urgência

Em meio a muito bate-boca com a oposição, a base aliada do governador José Melo (Pros) aprovou na quinta-feira passada um projeto de lei que altera a legislação dos Fundos de Fomento às Micro e Pequenas Empresas e (FMPE) e de Fomento ao Turismo, Infraestrutura, Serviço e Interiorização (FTI) para permitir pagar custeio. Nesta semana, outro projeto de lei chegou à ALE para corrigir a matéria. Só para lembrar, a oposição pediu o adiamento da votação para que a matéria fosse melhor discutida, mas foi atropelada pelos serviçais do Poder Executivo.

Cidadã do Amazonas

Natural de Alenquer, no Pará, a deputada Conceição Sampaio (PP) vai se despedir da Assembleia Legislativa do Estado com o título de cidadã do Amazonas. A outorga do título será dada em cerimônia no plenário da ALE nesta quarta-feira, 17. Será o último dia de sessão plenária do ano. Em 2015, a parlamentar de 48 anos vai atuar em Brasília, já que foi eleita deputada federal em outubro passado.

 

Seja o primeiro a comentar on "Em duas semanas, Arthur tenta emplacar terceiro nome para a CMM"

Deixe um comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado.