Em ano de eleições, a direita grita e cresce enquanto a esquerda silencia

SÃO PAULO – Independente da sua inclinação política, vamos concordar em um ponto, existe um grupo de pessoas mais engajadas a colocar seus representantes no poder do que o outro grupo. Enquanto os seguidores fiés de Bolsonaro realizam verdadeiros cultos em adoração aos seus discursos, a esquerda silencia de forma covarde e desesperadora.

Depois que o ex presidente Lula foi preso as pessoas decidiram baixar a cabeça e ficar em silêncio. Até mesmo depois do assassinato de Marielle que foi a última vez em que a esquerda movimentou-se para fazer um protesto grande, o vazio preenche todo o espaço enquanto o silêncio ensurdecedor nos coloca uma dúvida, o que será dessas eleições?

Enquanto os grupos dividem-se, as motivações parecem ser bem claras. Quando um grupo cresce e o outro desaparece, é apenas questão de tempo para que a história repita-se nesse país que vive em um ciclo interminável de retrocesso e injustiças.

Seja o primeiro a comentar on "Em ano de eleições, a direita grita e cresce enquanto a esquerda silencia"

Deixe um comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado.