Dilma concede entrevista a jornais estrangeiros para falar de impeachment

Brasília - DF, 17/03/2016. Presidenta Dilma Rousseff durante cerimônia de posse dos novos Ministros de Estado Chefe da Casa Civil, Luiz Inácio Lula da Silva; da Justiça, Eugênio Aragão; da Secretaria de Aviação Civil, Mauro Lopes e do Chefe de Gabinete Pessoal da Presidenta da República, Jaques Wagner. Foto: Roberto Stuckert Filho/PR

Presidenta Dilma Rousseff (Foto: Roberto Stuckert Filho/PR)

BRASÍLIA – Com a imprensa internacional dividida em relação ao impeachment, a presidente Dilma Rousseff vai dar uma entrevista a jornais estrangeiros nesta quinta-feira, 24, para reforçar o discurso de que o que está acontecendo no País é um “golpe” contra a democracia.

A presidente falará à imprensa de seis países diferentes: Le Monde (França), The Guardian (Inglaterra), The New York Times (EUA), El País (Espanha), Pagina 12 (Argentina) e Die Zeit (Alemanha).

Alguns desses jornais já se manifestaram sobre a eventual saída de Dilma. No último domingo, dia 20, o The Guardian chegou a sugerir a renúncia da presidente. E um editorial the New York Times criticou a nomeação do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva para a Casa Civil.

Nesta semana, a capa da edição para as Américas da revista britânica The Economist traz a foto de Dilma com o título “Hora de Partir” (“Time to Go”).

(Estadão Conteúdo/ATUAL)

Seja o primeiro a comentar on "Dilma concede entrevista a jornais estrangeiros para falar de impeachment"

Deixe um comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado.