Cunha acredita que a cassação contra ele não está sepultado

Brasília - O deputado Eduardo Cunha durante reunião da Comissão de Constituição e Justiça da Câmara que tenta votar o parecer do deputado Ronaldo Fonseca sobre o seu pedido para anular a sessão do Conselho de Ética que aprovou a cassação de seu mandato (José Cruz/Agência Brasil)

O ex-presidente da Câmara dos Deputados, Eduardo Cunha (PMDB-RJ) (José Cruz/Agência Brasil)

BRASÍLIA- O ex-presidente da Câmara dos Deputados, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), votou neste domingo, 2, pela manhã no Centro Educacional Santa Mônica, na Barra da Tijuca, onde afirmou que o processo de cassação contra ele “não está sepultado”.

Hostilizado por alguns eleitores e, ao mesmo tempo, recebendo cumprimentos de outros, Cunha garantiu que entrará com algumas ações no Supremo Tribunal Federal (STF). “Até a próxima eleição, ainda tem muita água para rolar”.

Eduardo Cunha manifestou seu voto para vereador (Chiquinho Brazão, do PMDB), mas não quis revelar para quem votou para prefeito, limitando-se a dizer que “com certeza, não votei em quem votou contra mim”, numa alusão ao candidato do PMDB, Pedro Paulo.

O ex-deputado federal disse que acompanhará a apuração dos votos em sua casa.

(Da Agência do Brasil)

Seja o primeiro a comentar on "Cunha acredita que a cassação contra ele não está sepultado"

Deixe um comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado.