Contratação de novos policiais no Amazonas será antes do calendário eleitoral de 2018, diz secretário

Bosco Saraiva disse que não haverá longa espera dos aprovados em novo concurso para a contratação (Foto: ATUAL)

Da Redação

MANAUS – O texto dos editais do concurso público para policiais civis e militares no Amazonas, anunciado pelo secretário de Estado da Segurança Pública, Bosco Saraiva, será encaminhado à PGE (Procuradoria Geral do Estado) nesta sexta-feira, 20, disse o secretário. As contratações serão imediatas e devem ocorrer até abril de 2018, antes do início do calendário eleitoral. A legislação proíbe concursos e contratações no período que antecede as eleições. “Estamos fazendo um concurso para chamar as pessoas de forma imediata. Então, não vai existir essa demora que acontece sempre para chamar os aprovados”, disse.

“As razões são simples. Precisamos da recomposição dos quadros para que possamos fazer os patrulhamentos, tanto na capital quanto no interior, um patrulhamento ostensivo, com polícia nas ruas”, disse o secretário ao ATUAL, nesta quinta-feira. “Faremos editais separados, um para o Corpo de Bombeiros, outro para a Polícia Militar e um edital específico para a PC (Polícia Civil)”, revelou.

Saraiva disse que as 8.259 vagas atendem a necessidade da SSP. Segundo ele, esse é o número ideal para atender a capital e o interior. Nesse quantitativo não estão incluídas as vagas para o CBM-AM (Corpo de Bombeiros Militar do Amazonas). Os aprovados serão inseridos nos quadros da SSP após passarem pela academia.

Casa bagunçada

Bosco Saraiva, que é também vice-governador do Amazonas, disse que a Secretaria de Segurança estava “bastante desarrumada”. “Não havia policiamento nas ruas. A SSP tinha sete contratos de locação de veículos com um quantitativo próximo de 800 automóveis alugados para o sistema de segurança, sendo 333 caraterizados com emblema da polícia e 395 descaracterizados. “Ou seja, mais de a metade da frota descaracterizado. Não são 400 veículos de investigação, uma vez que, se fossem, estaríamos na frente do crime. Então, havia um desvio de finalidade”, disse.

Muitos desses carros, segundo o secretário, eram usados nas atividades administrativas. “Vamos eliminar um contrato de 141 carros que estão sendo devolvidos finalizando em uma economia mensal de R$ 650 mil com aluguel e combustível, sem contar a hora homem de motorista”, disse Saraiva.

Seja o primeiro a comentar on "Contratação de novos policiais no Amazonas será antes do calendário eleitoral de 2018, diz secretário"

Deixe um comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado.