Comércio, e não a indústria, é o maior beneficiário de renúncia fiscal na ZFM

Polo Industrial de Manaus

Setor Industrial, que aparece sempre como vilão da renúncia fiscal, tem menos da metade da renúncia do comércio e serviços na Zona Franca de Manaus (Foto: Suframa/Divulgação)

MANAUS – Engana-se quem pensa que a indústria da Zona Franca de Manaus é a maior beneficiária dos incentivos fiscais ou da renúncia fiscal concedidas às empresas instaladas na região. Dados da Receita Federal de estimativa de renúncia fiscal no país, no ano passado, mostravam que era o setor de comércio e serviços o maior beneficiado na Zona Franca de Manaus, seguido do setor industrial e do setor agrícola. Do total de R$ 24,85 bilhões em renúncia fiscal, R$ 17,19 bilhões foram para comércio e serviços, R$ 6,42 bilhões para a indústria e R$ 1,24 bilhão para a agricultura. Os dados foram publicados pelo portal G1 em setembro do ano passado.

Seja o primeiro a comentar on "Comércio, e não a indústria, é o maior beneficiário de renúncia fiscal na ZFM"

Deixe um comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado.