Cenário político impõe variáveis para prefeitos do Amazonas em 2017

predio ale am

Gestão municipal pode influenciar eleição no interior para a ALE-AM, em 2018 (Foto: ALE/Divulgação)

Os prefeitos eleitos e reeleitos no Amazonas no dia 2 deste mês terão um cenário econômico e político delicado, em 2017. Será um ano véspera de eleições gerais. O desempenho na gestão, portanto, terá efeito sobre o apoio aos aliados para o pleito ao governo do Estado e à ALE (Assembleia Legislativa do Estado do Amazonas). Com a crise econômica e, consequentemente, a limitação de recursos, os órgãos de controle como TCU, MPF, CGU e TCE pretendem aumentar a fiscalização dos recursos federais repassados por convênios. Outro fator que deve causar resquícios políticos é a crise na saúde pública da gestão José Melo (PROS). A conquista do eleitorado em 2018 está diretamente associada a como os prefeitos vão gerir seus municípios: se apenas de forma político-partidária ou de maneira mais comprometida com o bem-estar dos cidadãos.

Salvar

1 Comentário on "Cenário político impõe variáveis para prefeitos do Amazonas em 2017"

  1. A solução para a crise financeira das prefeituras passa por um choque de gestão : observatoriomg.com.br/os-anos-que-mudaram-minas/choque-de-gestao

Deixe um comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado.