Brasileiros buscam classificação às oitavas de final da Libertadores

Guerrero volta ao Flamengo em jogo decisivo da Copa Libertadores (Foto: Gilvan de Souza/Flamengo)

RIO DE JANEIRO – Os cinco clubes brasileiros que ainda estão na disputa da Copa Libertadores entram em campo nesta quarta-feira, 3. O Flamengo poderá garantir a classificação para a próxima fase (oitavas de final) com uma rodada de antecedência. Para tanto, precisa vencer a Universidad Católica, do Chile, às 21h45 (de Brasília), no Maracanã, no Rio, e aguardar por um tropeço do San Lorenzo, da Argentina, na partida contra o Atlético Paranaense, em Curitiba.

Desgastado por ter de disputar uma decisão de campeonato estadual contra o rival Fluminense – a equipe obteve uma vitória a primeira partida por 1 a 0, no último domingo -, o time rubro-negro precisa recuperar atletas que sentem lesões ou desgaste pela maratona de partidas. Há risco de desfalques para o duelo pela competição internacional.

O volante Rômulo, que sentiu dores no joelho direito durante o Fla-Flu do domingo passado, não deverá jogar. O peruano Guerrero, com cãibras, foi poupado do clássico, mas não deverá ser problema para o técnico Zé Ricardo. O lateral-direito uruguaio Donatti, com uma lesão muscular, está afastado do time há alguns dias e não deverá voltar na partida contra os chilenos.

Palmeiras

O Palmeiras se dividiu em duas frentes nos últimos dias para ter mais tranquilidade contra o Jorge Wilstermann, na Bolívia. Apesar da boa campanha na fase de grupos, o clube quer estender essa paz ao ambiente e evitar novos conflitos em estádios.

Uma semana depois da briga generalizada ao fim do jogo contra o Peñarol, em Montevidéu, a equipe volta a atuar pela competição otimista de que em Cochabamba terá condições melhores. O presidente do clube, Maurício Galiotte, viajou na última segunda-feira à sede da Confederação Sul-Americana de Futebol (Conmebol), em Assunção, no Paraguai, para falar sobre os incidentes no Uruguai e manifestar preocupação com as condições de segurança na competição.

A briga no estádio Campeón del Siglo, há uma semana, mobilizou o clube a conversar com a entidade. Maurício Galiotte, junto com o vice-presidente, Antonino Jesse Ribeiro, e o advogado do Palmeiras, André Sica, esteve reunido durante uma hora com o presidente da Conmebol, o paraguaio Alejandro Domínguez.

O temor do Palmeiras é ter na competição outros episódios de violência, principalmente a partir da próxima fase, com os confrontos eliminatórios. Antes de Maurício Galiotte, o clube enviou na última sexta-feira outros representantes para falar sobre a briga.

Mesmo antes do anúncio de punição ao clube, o conflito no Uruguai já afeta o Palmeiras pela punição preventiva do volante Felipe Melo, fora por três partidas. O substituto dele será Thiago Santos. “A briga já ficou para trás. Nem pensamos mais no Peñarol. Temos de pensar para frente. Vamos pensar no jogo, que é o mais importante para nós”, disse o jogador.

O Palmeiras terá a comodidade de não precisar do resultado na Bolívia. Mesmo em caso de derrota, continuará líder do Grupo 5. “Viemos para jogar futebol e procurar ganhar. Vai ser um jogo de bastante pegada. Esperamos sair com a vitória, sempre respeitando o adversário. Trabalhamos bastante essa semana e estamos preparados”, afirmou Thiago Santos.

Grêmio

O Grêmio não deverá ter vida fácil quando entrar em campo, às 19h30 (de Brasília), no Estádio Zorros del Desierto, para encarar o Deportes Iquique. Nem tanto pelo adversário, apenas o terceiro colocado do Grupo 8, mas pelas condições adversas do local da partida, o deserto de Calama, a 2,4 mil metros de altitude, e pelos desfalques.

Novamente, o técnico Renato Gaúcho precisará lidar com ausências importantes para escalar o Grêmio. O mais novo problema é o atacante equatoriano Miller Bolaños, que sofreu uma lesão muscular na coxa direita na vitória da semana passada sobre o Guaraní, do Paraguai, e ficará cerca de 20 dias afastado. Renato Gaúcho também não poderá contar com nomes como o do lateral-direito Edílson, do volante Maicon, do meia Gastón Fernández e do atacante Beto da Silva, além do meia Douglas, que segue fora após ser submetido a cirurgia no joelho.

Outro fator a favor do Grêmio é a ótima situação na tabela de classificação. Com 10 pontos em quatro partidas, a equipe gaúcha garantirá vaga nas oitavas de final mesmo se empatar com o Deportes Iquique. Em caso de derrota, ainda terá um duelo contra o lanterna Zamora, da Venezuela, em Porto Alegre, para confirmar o avanço.

Atlético-MG

Com as suas atenções divididas com a disputa pelo título estadual, o Atlético Mineiro entra em campo, também às 19h30 (de Brasília) para tentar encaminhar a sua classificação às oitavas de final em duelo contra o frágil Sport Boys, na Bolívia, no estádio Ramón Tahuichi Aguilera, em Santa Cruz de la Sierra, pela quinta rodada do Grupo 6.

O Atlético Mineiro ocupa a vice-liderança da chave com sete pontos, atrás do Godoy Cruz, com 10, e à frente de Libertad, com quatro, e do Sport Boys, com somente um. Por isso, se vencer nesta quarta-feira poderá até se classificar no dia seguinte, desde que o time paraguaio não supere o Godoy Cruz, na Argentina.

O Sport Boys, que possui chances meramente remotas de avançar na Libertadores, vai jogar pela honra nesta quarta-feira e por sua primeira vitória na fase de grupos, naquela que deverá ser a sua última partida na Bolívia no torneio, ainda que em Santa Cruz de la Sierra, pois o estádio onde o clube manda seus jogos, em Warnes, não possui condições para receber uma partida da Libertadores.

Atlético-PR

Ainda na ressaca da dura derrota no primeiro jogo da final do Estadual, o Atlético Paranaense entrará em campo em busca de resultado que pode ofuscar o 3 a 0 que levou do Coritiba, em casa, no último domingo. Novamente na Arena da Baixada, em Curitiba, uma vitória sobre o San Lorenzo garante o clube rubro-negro nas oitavas de final da Copa Libertadores com uma rodada de antecedência.

Se vencer, o Atlético Paranaense assegurará a classificação matemática porque iria aos 10 pontos no Grupo 4. E só poderia ser alcançado por Flamengo (seis) ou Universidad Católica (cinco), que vão se enfrentar também nesta quarta-feira. Para o San Lorenzo, com apenas quatro, uma derrota em Curitiba significará a eliminação, ainda que com uma rodada em disputa.

(Estadão Conteúdo/ATUAL)

Seja o primeiro a comentar on "Brasileiros buscam classificação às oitavas de final da Libertadores"

Deixe um comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado.