Braga e Amazonino movimentam-se neste fim de semana para consolidar candidaturas ao governo

Braga e Amazonino disputaram o governo na eleição de 1998, quando Amazonino foi reeleito para o terceiro mandato

Por Valmir Lima, da Redação

MANAUS – O senador Eduardo Braga (PMDB) e o ex-governador Amazonino Mendes (PDT) movimentam, desde a sexta-feira, 5, a classe política local em busca de apoio a suas candidaturas ao Governo do Amazonas, na nova eleição que será realizada nos próximos meses para substituir o governador José Melo (Pros), que teve o mandato cassado na quinta-feira, 4, pelo TSE (Tribunal Superior Eleitoral).

Neste sábado, Eduardo Braga recebe lideranças partidárias e pessoas envolvidas nas últimas campanhas eleitorais que ele disputou no Amazonas para amarrar sua candidatura. Uma dessas pessoas, que participou no final da manhã de um encontro com o senador, disse ao ATUAL que ele decidiu que disputará o governo, mas ainda não definiu o candidato a vice. Braga recebeu seus “convidados” no escritório dele, no Condomínio Jardim Europa, na Ponta Negra, zona oeste de Manaus.

Amazonino Mendes também recebeu aliados neste sábado, na residência dele, no bairro Tarumã, mas ainda havia batido o martelo sobre a candidatura dele até o meio dia. Pessoas próximas ao ex-governador disseram ao ATUAL que ele quer o apoio da máquina administrativa, sem a qual teria poucas chances de vitória.

Apesar de estar imune às denúncias de corrupção que assolam o país, Amazonino está afastado da política desde 2012, quando deixou a Prefeitura de Manaus. Em 2014, apoiou a candidatura de Eduardo Braga, mas não se envolveu na campanha. Nas eleições de 2016, o ex-governador passou para o outro lado, ao fechar apoio à candidatura de Marcelo Ramos (PR), numa articulação com o senador Omar Aziz (PSD).

Agora, Amazonino é visto como a melhor solução para o grupo político de Melo e Omar, e o melhor adversário para enfrentar Eduardo Braga numa disputa eleitoral. O problema é que Braga está muito mais articulado no interior do Estado do que Amazonino. Com o apoio de quem estiver no governo – o presidente da Assembleia Legislativa, David Almeida, é do partido de Omar Aziz – as chances de Amazonino aumentam, avaliam seus aliados.

O vice-presidente do PDT no Amazonas, Stones Machado, disse que o partido tem dois quadros para disputar a eleição para governador: Amazonino e o deputado federal Hissa Abrahão, que é presidente estadual do PDT. “O partido vai definir quem é o melhor candidato, com melhores chances de vitória, mas o Amazonino não tem nenhum problema que o impeça de disputar”, disse Stones. Ele não quis comentar a articulação do PDT com o grupo político de Melo e Omar.

Seja o primeiro a comentar on "Braga e Amazonino movimentam-se neste fim de semana para consolidar candidaturas ao governo"

Deixe um comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado.