Atraso de salários atinge terceirizados de limpeza de 14 escolas estaduais

(Foto: Secom/Divulgação)

Seduc informa que governo acumula problemas de gestões anteriores, mas está liberado pagamentos (Foto: Secom/Divulgação)

Da Redação

MANAUS – A suspensão de pagamento de contratos pelo Governo do Amazonas atinge trabalhadores terceirizados de serviços de limpeza e conservação de 14 escolas da rede estadual de ensino em Manaus. A maioria é funcionário da C & S Construção, Conservação e Serviços Ltda., que estão com salários atrasados há quatro meses. Também ficaram sem auxílio-alimentação e vale transporte.

A situação foi denunciada pelos deputados estaduais José Ricardo (PT) e Luiz Castro (Rede) que solicitaram providências à Seduc (Secretaria de Estado da Educação). O atraso, conforme os parlamentares, pode afetar os serviços e atinge trabalhadoras que retornaram da licença maternidade, mas não receberam os salários.

Em nota, a Seduc informou que o governo Amazonino Mendes (PDT) começou há 40 dias e está empenhado em resolver problemas que se acumularam de períodos anteriores. Conforme a secretaria, os pagamentos aos prestadores de serviços foram iniciados nessa segunda-feira, dia 13.

A situação não se limita às escolas em Manaus. A C & S Construção, Conservação e Serviços Ltda. também presta serviço a municípios do interior do Estado.

O ATUAL entrou em contato com a empresa por dois telefones fixos, mas ninguém atendeu às ligações.

Seja o primeiro a comentar on "Atraso de salários atinge terceirizados de limpeza de 14 escolas estaduais"

Deixe um comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado.