Amazonino perdeu dinheiro e Braga acumulou fortuna, revela declaração de bens

(Foto: Divulgação)

Por Henderson Martins, da Redação

MAN AUS – Discípulo político de Amazonino Mendes, o senador Eduardo Braga (PMDB) inverte os papeis quanto o assunto é finanças. Enquanto o mestre perdeu dinheiro, o discípulo acumulou fortuna. A diferença entre o patrimônio de um e outro declarados ao TRE (Tribunal Regional Eleitoral) chega a 83,42%. Braga declarou um patrimônio de R$ 31,2 milhões enquanto Amazonino revelou R$ 3,2 milhões.

Em 2006, quando os adversários políticos também disputaram a vaga ao Executivo estadual, Eduardo Braga saiu vencedor com 50,63% dos votos. Amazonino Mendes obteve 40%. Naquele ano, Braga havia declarado um patrimônio de R$ 4,1 milhões, enquanto Amazonino declarou R$ 5,3 milhões.

Nesses 11 anos, o senador aumentou a fortuna em R$ 27 milhões. Já Amazonino perdeu R$ 2 milhões. Entre os vices, Bosco Saraiva (PSDB), da chapa de Amazonino, declarou bens no valor de R$ 891.929,04 e Marcelo Ramos, da chapa de Braga, R$ 659.610,00.

O novo governador eleito para o curto mandato de um ano e três meses terá que cortar despesas e equilibrar as contas para não ser enquadrado na Lei de Responsabilidade Fiscal. Conforme o Portal da Transparência, o governo já gastou R$ 8,170 milhões este ano para uma receita de R$ 9,794 milhões.

Seja o primeiro a comentar on "Amazonino perdeu dinheiro e Braga acumulou fortuna, revela declaração de bens"

Deixe um comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado.