Amazonino anuncia aumento de salário de secretários e diz que com R$ 13 mil por mês estão vulneráveis à corrupção

Amazonino anunciou aumento de salário dos secretários ao divulgar balanço dos 100 dias de governo (Foto: ATUAL)

Amazonino anunciou aumento de salário dos secretários ao divulgar balanço dos 100 dias de governo (Foto: ATUAL)

Por Henderson Martins, da Redação

MANAUS – “Com um salário de R$ 13 mil por mês, secretários de Estado estão vulneráveis à corrupção”, disse o governador do Amazonas, Amazonino Mendes (PDT), ao anunciar que aumentará o vencimento, em entrevista coletiva na manhã desta quinta-feira, 11. “É hipocrisia querer boa administração dos secretários ganhando algo em torno de R$ 13 mil por mês”, disse o governador, ao apresentar o balanço de 100 dias de governo.

Amazonino comparou o trabalho dos secretários ao de juízes. Segundo o governador, magistrados tomam decisões envolvendo altas quantias de dinheiro e que, por isso, devem ser bem remunerados para afastar a possibilitar de corrupção. O governador não fez referências ao caráter moral dos assessores como critério para não se deixarem corromper.

O governador também não disse qual o valor do salário que deixará os secretários satisfeitos e imunes à corrupção. “Quero que as pessoas vivam com dignidade, decência e que não tenham medo do que as pessoas vão falar. Tem que aumentar mesmo, eu sempre pensei assim. Quando fiz o concurso para delegado lá atrás no meu governo, um delegado ganhava muito bem, isso pelo fato de eu entender que eles deveriam ganhar bem e ter independência”, justificou.

Umanizzare, o fantasma

O governador do Amazonas disse ainda que o contrato com a empresa Umanizzare, que faz cogestão dos presídios do Amazonas, não foi renovado. “A empresa continua prestando o serviço. Mandamos fazer um auditoria para saber quanto custa, realmente, cuidar dos presídios para fazer um projeto base e uma licitação correta. Vamos afastar esse fantasma de uma vez por toda. O que norteia o governo é a prudência e o amor à causa pública”, afirmou.

Amazonino disse que autorizou o reajuste salarial dos peritos da SSP (Secretaria Estadual de Segurança Pública), que programaram manifestação para esta sexta-feira, 12, para cobrar o reajuste.

O secretário de Segurança e vice-governador Bosco Saraiva (PSDB) disse que a secretaria era a mais ‘bagunçada’ do governo. Saraiva anunciou  o reajuste salarial dos peritos da classe especial, 1ª, 2ª e 3ª classe e os legistas. “As perdas desses profissionais foram extremamente grandes.  Por isso, vamos reajustar os salários para seguir adiante”, disse.

Mouhamad Moustafa

Médico proprietário das empresas Simea (Sociedade Integrada Medica Do Amazonas Ltda.) e Salvare Servicos Medicos Ltda, Ele foi denunciado pelo MPF (Ministério Público Federal) como sendo o mentor de uma organização criminosa que desviava dinheiro da saúde pública do Estado do Amazonas, através de um contrato da Susam (Secretaria de Estado de Saúde) com o Instituto Novos Caminhos, que a Justiça Federal diz ser de Mouhamad Moustafa. Em 2016, a CGU (Controladoria Geral da União), a Polícia Federal e o MPF deflagraram a Operação Maus Caminhos, que desarticulou a organização criminosa. Em maio de 2015 o médico foi condenado a 15 anos de prisão na primeira instância da Justiça Federal. A defesa de Mouhamad Moustafa diz que o médico é inocente e recorreu da decisão. Ele aguarda o julgamento dos recursos em liberdade, mas é réu em outras ações penais originadas da Operação Maus Caminhos.

Seja o primeiro a comentar on "Amazonino anuncia aumento de salário de secretários e diz que com R$ 13 mil por mês estão vulneráveis à corrupção"

Deixe um comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado.