Amazonas foi o 15º em participação no PIB do Brasil, em 2014

Polo de duas rodas foi um dos mais atingidos pela retração econômica no PIM (Foto: Suframa/Divulgação)

Polo de duas rodas foi um dos mais atingidos pela retração econômica na ZFM (Foto: Suframa/Divulgação)

Da Redação

MANAUS – A economia do Amazonas foi apenas a 15ª do país em participação no PIB (Produto Inter no Produto) em 2014, conforme dados das Contas Regionais divulgados nesta segunda-feira, 28, pelo IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística). O PIB brasileiro foi dominado por São Paulo, Rio de Janeiro, Minas Gerais, Rio Grande do Sul e Paraná que representaram 64,9% do PIB nacional naquele ano.

O Amazonas representou 15% do PIB, uma queda em relação a 2013 que foi de 16%. O Estado voltou ao mesmo indicador de 2012, quando também contribuiu com apenas 15% do PIB no país.

Na Região Norte, o Amazonas é o primeiro em PIB per capta: em 2002 foi de R$ 7.353,15 e, em 2014, de R$ 22.373,36. Roraima é o segundo com PIB per capta de R$ 6.736,70 em 2002 e R$ 19.608,40 em 2014. O Amapá é o terceiro, com R$ 5.977,03 em 2002 e R$ 17.845,34 em 2014. Em relação ao PIB brasileiro, o Amazonas é o 23º com participação de 1,5% e variação anual de 0,2%

Os seis estados com os menores PIB per capita eram do Nordeste, concentravam 20,4% da população e somente 9,7% do PIB do país: Maranhão (R$ 11.216,37), Piauí (R$ 11.808,08), Alagoas (R$ 12.335,44), Paraíba (R$ 13.422,42), Ceará (R$ 14.255,05) e Bahia (R$ 14.803.95).

Crescimento

O PIB per capita do país em 2014 foi de R$ 28.500,24. Entre as 27 unidades da federação, o líder continua sendo o Distrito Federal (R$ 69.216,80), seguido por São Paulo (R$ 42.197,87) e Rio de Janeiro (R$ 40.767,26). São Paulo continua sendo o principal motor da economia brasileira, respondendo por quase um terço do PIB do país (32,2%). O Rio de Janeiro, segunda maior força econômica do país, respondeu por 11,6%.

Em termos de crescimento, no entanto, os maiores avanços ficaram com as pequenas economias regionais. Tocantins teve a maior alta entre 2013 e 2014 (6,2%), seguido pelo Piauí (5,3%), por Alagoas (4,8%), pelo Acre (4,4%) e por Mato Grosso (4,4%). Desses cinco estados, quatro estão entre as 10 menores economias do país.

Em sentido oposto, grandes economias tiveram quedas devido ao comportamento da indústria da transformação: São Paulo (-1,4%), Minas Gerais (-0,7%), Rio Grande do Sul (-0,3%) e Paraná (-1,5%).

(Com ABr/Agência Brasil)

Seja o primeiro a comentar on "Amazonas foi o 15º em participação no PIB do Brasil, em 2014"

Deixe um comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado.