ALE aprova reajuste a policiais militares com maior parcela dos 24,2% paga este ano

Policiais militares acompanharam votação na galeria da ALE, nesta quinta (Foto: Walciney Xavier/Divulgação)

Policiais militares acompanharam votação na galeria da ALE, nesta quinta (Foto: Walciney Xavier/Divulgação)

Por Henderson Martins, da Redação

MANAUS – Os deputados estaduais do Amazonas aprovaram, o início da tarde desta quinta-feira, 17, o reajuste salarial de 24,2% para os policiais e bombeiros militares do Amazonas. Os parlamentares incluíram duas emendas que modificam o formato de pagamentos. A maior parcela, de 10,85%, será paga retroativa a abril deste ano e a menor, de 4,0825%, em 2020. Na mensagem do governo, a concessão dos índices estava invertida com a menor para 2018 e a maior em 2019.

As emendas foram dos deputados Cabo Maciel (PR) e Alessandra Campelo (MDB). Caso o projeto não seja vetado pelo governador Amazonino Mendes, os policiais receberão os 10,85% relativo às datas base de 2015 e 2018 retroativo a de 1° de abril de 2018. Os 9,27% serão a partir de 1° de abril de 2019, relativo à revisão geral anual da data base de 2016, e os restantes 4,0825% a contar de 21 de abril de 2020.

O líder do governo na ALE, Dermilson Chagas (PP), disse que o Legislativo Estadual deve aguardar a decisão do governo do Estado sobre a possibilidade de veto ou não.

Votaram contra a emenda os deputados Adjuto Afonso (PDT), Belarmino Lins (PP), Dermilson Chagas (PP), Dr. Gomes (PRTB), Mário Bastos (PSD), Orlando Cidade (PV), Ricardo Nicolau (PSD), Vicente Lopes (PV), Wanderley Dallas (SD), todos da base aliada.

Os deputados Abdala Fraxe (Podemos), Alessandra Campelo (MDB), Augusto Ferraz (DEM), Cabo Maciel (PR), Carlos Alberto (PRB), David Almeida (PSD), Platiny Soares (PSB), Luiz Castro (Rede), Sabá Reis (PR) e Serafim Corrêa (PSB), José Ricardo (PT) e Francisco Souza (Podemos) foram a favor.

Seja o primeiro a comentar on "ALE aprova reajuste a policiais militares com maior parcela dos 24,2% paga este ano"

Deixe um comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado.