Afeam disponibiliza dinheiro em crédito para presos no Amazonas

Afeam (Foto: Afeam/Divulgação)

Afeam cria programa de microcrédito para incentivar ressocialização de presos (Foto: Afeam/Divulgação)

Da Redação

MANAUS – Ex-presos e os que cumprem pena provisória no Amazonas poderão obter empréstimos da Afeam (Agência de Fomento do Estado do Amazonas S.A). A iniciativa consta no Programa Reintegrar em parceria com a Seap (Secretaria de Estado de Administração Penitenciária) para incentivar o empreendedorismo e reduzir a reincidência de crimes.

O secretário de Estado de Administração Penitenciária, Cleitman Coelho, disse que este é o primeiro de vários projetos de ressocialização. “Hoje, nós temos 40 pessoas que estão aptas através dos cursos fornecidos para solicitarem o serviço de microcrédito, mas precisamos avançar nessa visão de proporcionar ao interno a condição de prover o próprio sustento. O Governo do Estado vai consolidar a ressocialização dentro do sistema prisional do Amazonas”, disse.

De acordo com o diretor-presidente da Afeam, Alex Del Gligio, o atendimento garante ao candidato uma facilidade nos processos administrativos. “A acessibilidade é muito mais fácil do que a do crédito tradicional, considerando a análise da situação dessas pessoas. Por isso, o alcance social desse projeto permite que os apenados, egressos e liberados provisórios possam garantir seu empreendimento e, através dele, se ressocializarem”, disse.

O crédito é para presos dos regimes semiaberto, egressos do regime aberto e liberados provisórios nas audiências de custódia. Funcionários da Seap serão treinados orientar sobre o microcrédito. Os candidatos também poderão participar de oficinas de gestão de negócios e capacitação técnica.

O juiz da VEP (Vara de Execuções Penais), Ronnie Stone, disse que para que a população carcerária tenha capacidade, possibilidade e oportunidades de mudança de vida, é necessário um investimento e incentivo dos órgãos competentes. “Épossível mostrar que somos capazes de recuperar pessoas que cometeram crimes, e que eles podem retornar à sociedade como pessoas produtivas. Programas como esses são necessários para evitar que pessoas sejam novamente recrutadas por facções, agindo em serviço delas. Temos que quebrar esse círculo que tem alimentado todo o crime tanto no estado quanto no país”, declarou o juiz.

O ‘Reintegrar’ tem R$ 1 milhão para crédito. Cada interessado pode solicitar de R$ 500 a R$ 3 mil, com taxa de juros subsidiada, de 3% ao ano. Os prazos de pagamento oscilam conforme a destinação do recurso: até 24 meses para capital de giro, incluindo três meses de carência; e até 48 meses para investimento fixo, inclusos seis meses de carência.

Seja o primeiro a comentar on "Afeam disponibiliza dinheiro em crédito para presos no Amazonas"

Deixe um comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado.