Acusados de matar a menina Grazielly vão a júri popular na terça-feira

Autazes (Foto: Wikipédia/Divulgação)

Corpo da menina foi encontrado com sinais de asfixia em um ramal do município de Autazes (Foto: Wikipédia/Divulgação)

Da Redação

MANAUS – Os irmãos Gilbervan de Jesus Elói e Gilbermilson de Jesus Elói, além de Gilmara França de Souza (companheira de Gilbervan), serão julgados no dia 16 deste mês em Autazes (a 118 quilômetros de Manaus). Os três são acusados de matar a menina Grazielly dos Santos Costa, de 9 anos. O julgamento, que deveria acontecer em novembro de 2017, foi remarcado devido à ausência de duas testemunhas.

O crime ocorreu em junho de 2015 e, segundo o Ministério Público, a mãe da menina, com quem Gilbervan teve um relacionamento, entrou com uma ação na Justiça para ele reconhecer Grazielly como filha e receber pensão alimentícia.

Para chegar aos acusados, a polícia identificou um carro que pertence a Gilbervan e que teria sido usado para raptar a menina que estava a caminho da escola. O corpo foi encontrado com sinais de asfixia, dias depois, em um ramal conhecido como Tumbira.

A sessão do júri será presidida pelo juiz Cid da Veiga Soares Júnior, titular da Vara Única da Comarca de Autazes.

 

Seja o primeiro a comentar on "Acusados de matar a menina Grazielly vão a júri popular na terça-feira"

Deixe um comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado.